DE ONDE VEM: O CAVALEIRO DA LUA?

capa

Depois de quase 10 anos, a Marvel resolveu dar um título próprio a um dos seus herois de segundo escalão, o Cavaleiro da Lua. Se você desconfia que já conhece o vigilante, desconfie de novo!

Este post insano ficará muito mais mítico com esta música:

Imagina o Cavaleiro da Lua negro, e jurado do The Voice. É o Seal.

 

Um dos títulos da All-New Marvel NOW!, Cavaleiro da Lua é escrito pelo renomado Warren Ellis (se você nunca leu Planetary, já tem uma obrigação na agenda), e desenhado por Declan Shalvey, que já trabalhou em Thunderbolts (você já leu Thunderbolts, né?). Com um escritor de peso, o Cavaleiro busca mais visibilidade e popularidade entre os leitores, já que não é uma figurinha muito marcada.

rogues-moon-knight-preview

Mas quem é esse tal de Cavaleiro da Lua? Elementar, meu caro leitor. Ele é um dos herois urbanos com jeitão de detetive que saem a noite pra encher a bandidagem de porrada. Também conhecido como Marc Spector, o personagem foi criado em 1975 por Doug Moench e Don Perlin, e estreou na revista Werewolf By Night nº 32, como antagonista do personagem principal, o Lambizame.

Aqui no Brasil, foi publicado primeiramente pela Rio Gráfica Editora no início dos anos 80 sob a alcunha de “Lunar, o Cavaleiro de Prata”. Quando foi para a Editora Abril, passou a se chamar “Cavaleiro da Lua”, como o conhecemos hoje.

Werewolf

Marc Spector é filho de tcheco/eslovacos, com origem judaica. Ainda bem pimpolho, foi para os Estados Unidos com seus pais. Apesar dos ensinamentos do pai, rabino, e de seus contantes apelos por paz, Marc sempre teve uma natureza agitada. Quando jovem, iniciou a carreira de pugilista, e na primeira oportunidade que teve, alistou-se aos fuzileiros navais estadunidenses.

Lá, Spector aprendeu técnicas de combate, manuseio e tiro com armas de fogo. Logo após, tornou-se agente de campo da CIA, aprimorando suas habilidades. A vida de Marc sempre foi marcada por desajustes familiares e traumas emocionais. Enfrentou o
pai para ser pugilista, e em suas missões na Agência de Inteligência Central dos E.U.A. acabou confrontando o irmão ao investigar o tráfico armamentista. Nessa mesma ocasião, Spector assiste o irmão assassinar sua namorada, e tenta matá-lo com
uma granada. Desiludido, desiste de tudo e segue em carreira de mercenário.

jackie-chan-meme

Após uma bem-sucedida missão na América do Sul, acaba lucrando uma grana preta, e investindo bem, consegue multiplicar exponencialmente seu dinheiro. Assim, ele se torna o mais novo milionário do pedaço. E lá vai o jovem Marc, matando muita
gente e ganhando muita grana suja de sangue. E então chegamos ao dia em que tudo muda para o Sr. Spector! A missão que define o começo do fim: encontrar o templo de um antigo faraó egípcio, no deserto do Sudão.

the_desert_by_atomhawk-d3eflww

Marc é contratado pelo sangue-ruim Raoul Bushman para auxiliá-lo em sua busca. Embora matasse por dinheiro, Spector não tinha prazer em tirar vidas humanas. Ao questionar duramente os métodos de seu empregador, nosso querido mocinho tomou uma inesquecível sova. Bushman deixou-o a beira da morte, para depois abandoná-lo nas areias do deserto. Quase inconsciente, Marc se arrasta pelos templos até chegar aos pés da estátua do antigo deus egípcio da lua, Khonshu. Ali, Spector tem uma experiência de quase-morte, e cai inconsciente. Em uma visão, ele se encontra no plano astral com Khonshu, que lhe oferece uma segunda chance no plano terreno. Se Marc aceitasse se tornar o avatar e guerreiro do deus egípcio na terra, servindo-lhe até o fim de seus dias, a entidade lhe salvaria a vida. Assim, Spector aceita e sela o acordo com Khonshu.

1339098-khonshu

Ao retornar para os E.U.A., renascido e convertido a religião egípcia, Marc projeta para si um traje branco, com o qual lutaria contra toda a maldade que contaminava o mundo, em nome de seu mestre. Para isso, utilizou sua fortuna para adquirir armamentos, ”bat-rangues” de adamantium em forma de lua, automóveis (indo de esportivos luxuosos até limosines), motocicletas e jatos (sende este também em forma de lua!). Em seu traje especial, aplica camadas de adamantium em partes estratégicas, como joelhos, cotovelos e partes sensíveis (uiuiui), além de camadas de carbonadium, um variante do adamantium, mas um pouco mais flexível. Ele agora possui poderes que variam com as fases da lua, sendo o ápice na lua cheia (fica fodalhão e forte, e até pode receber visões ou profecias). E então você deve estar se perguntando (ou não): se o cara só sai a noite, pra quê um uniforme BRANCO?! Não seria melhor uma coisa mais escura, um traje todo preto? Mas Marquinhos, nosso amigo, faz questão de responder.

capture-20140506-174945

Assim, nasce o Cavaleiro da Lua! O violento vigilante branquelo que quebra tudo, ouve vozes e diz que são de um deus na sua cabeça. Muitos o chamam de esquizofrênico. Embora apresente sintomas esquizóides, como as vozes que lhe dão ordens, muitas vezes em desacordo com a vontade do próprio Marc, o Cavaleiro da Lua não é apenas a única identidade que nasceu na cabeça do nosso amigo Marquinhos após o encontro com Khonshu. Ele criou mais duas, além do Branquelão da Lua: Steven Grant, um magnata, e Jake Lockley, um taxista com ligações ao submundo nova-iorquino. A pressão de tantas facetas alternantes habitando uma mesma mente, acabou levando Spector a uma profunda crise de identidade. As vozes agora falavam mais alto em sua cabeça, e o próprio heroi questiona se o ”encontro” com Khonshu foi verdadeiro: uma alucinação associada a sua experiência do quase bater as botas explicaria tudo. Em uma de suas últimas dissociações de identidade, Spector acreditava estar reunido e lutando ao lado de Capitão América, Homem-Aranha e Wolverine. Contudo, essas eram apenas projeções de sua própria psiquê. SURPRESAAA! Ele é um doido varrido!

clip_image00218

Na atual série, Ellis apresenta um novo conceito a respeito da mente de Spector: de que ele não tem problemas de dissociação de identidade! Na verdade ele apenas transita entre os quatro aspectos do deus da lua Khonshu, e para poder absorver este traço da deidade, ele cria e re-cria constantemente pseudoidentidades para não surtar. Dáááá-lhe! Para isso, também temos novos uniformes! Dinheiro é pra se gastar, não é mesmo, Sr. Lua? Confira um pouco das duas primeiras edições de Cavaleiro da Lua. Você pode ler e ver que loucura toda é essa aqui, afinal, qualidade mesmo é Impossíveis!

 

Dê a sua opinião sobre o artigo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s